Central Anitta » Internacional
Arquivo da categoria 'Internacional'
16
nov
17

Na noite de ontem, 15, em Las Vegas, e madrugada de hoje, aqui no Brasil, Anitta se apresentou no Person Of The Year, evento realizado pelo Grammy Latino com a intenção de homenagear, a cada ano, uma personalidade diferente da música latina. Esse ano, o artista homenageado foi Alejandro Sanz e nossa cantora foi uma das escolhidas para prestar homenagem à ele.

Anitta subiu ao palco junto com Nick Jonas e o rapper brasileiro Residente, e os três apresentaram ‘Looking for Paradise‘, sucesso conhecido na voz de Alejandro Sanz e Alicia Keys.

Na noite de ontem, a carioca ainda conheceu sua ‘amiga online’, até a ocasião, Camila Cabello, além de reencontrar Lele Pons, Jesse Y Joy, conhecer Juanes e outros artistas da música latina. Confira os vídeos e fotos do evento, logo abaixo.

Vídeos

  • Entrevista no tapete vermelho

  • Trechos da performance:

Fotos

09
ago
17

Seus seguidores nas redes sociais, as reproduções de suas músicas e seus vídeos são contabilizados por milhões, o que a torna um fenômeno musical no Brasil, seu país. Por isso, Anitta acredita que já está no momento de iniciar uma carreira também no México, por isso lançou “Paradinha”, seu primeiro single totalmente em espanhol.

P: Sabemos que você começou a ter suas entrevistas em espanhol. Como está lidando com o idioma?
Anitta: É uma coisa um pouco fácil pra mim porque o espanhol é meu terceiro idioma e é um pouco parecido com o português. Estou muito confiante, estou praticando pouco a pouco o espanhol para que vocês me entendam.

P: “Paradinha” é a prova de que você está praticando, tanto que foi gravado quase todo em espanhol.
Anitta: Só algumas coisas do refrão eu cantei em português, mas sim, gravei quase toda em espanhol. Eu decidi deixar algumas frases em português para que meu publico não se sentisse abandonado, mas eu adorei gravar em espanhol, para mim é mais fácil cantando do que falando.

P: Com essa música, começa uma nova etapa da sua carreira? Continuará gravando mais músicas em espanhol?
Anitta: Sim! Já estou trabalhando em novas músicas que serão em espanhol, quero fazer muitas coisas em espanhol e estou muito feliz porque as pessoas estão sendo muito receptivas. No Brasil é nº1 e, claro, quero leva-la para o México.

P: E quando isso vai acontecer? Quando você vem para o México?
Anitta: Eu quero voltar em breve, para promover “Paradinha”. Acredito que será muito em breve, porque a minha intenção é fazer cada vez mais projetos em espanhol para que minha carreira também cresça no México.

P: O que você está gravando é para um disco em espanhol?
Anitta: Não. O que estou gravando são apenas novas músicas. Não estou focada em um novo disco, porque gosto mais de lançar singles. Também estou gravando algumas em inglês, que são os idiomas que eu falo, além do português.

P: Então quer dizer que você acredita mais no conteúdo digital do que em discos físicos?
Anitta: Sim. Eu acho que agora as pessoas buscam mais isso, fazer singles, acredito que é a melhor maneira de ter toda a atenção nos momentos corretos.

P: Nós vimos você colaborando com Maluma, J Balvin, Iggy Azalea Major Lazer… Para essa sua nova etapa também terá parcerias em espanhol?
Anitta: Já estamos buscando parcerias e já tenho alguns nomes que não posso relevar ainda, mas irei divulgar em breve.

P: Você gosta de algum cantor mexicano?
Anitta: Eu adoro Luis Miguel, tenho os discos, curto muito o trabalho. Desde pequena eu gosto, porque minha mãe escutava em casa, ela é fã de Luis Miguel, por isso me tornei fã também.

P: Por ultimo, você já está onde sonhou?
Anitta: Acredito que estou chegando, não é um trabalho de simplesmente acordar e já está tudo concluído. É um trabalho de crescer pouco a pouco e acho que estou em um bom caminho, pelo o que eu pensei que era o correto e acredito que estou indo bem.


Fonte: Publimetro
Tradução: Central Anitta

24
jun
17

Ela rebola como Beyoncé, canta como Shakira e é tão desbocada quanto Rihanna. Por que a carioca caminha para se tornar a nova estrela da música pop internacional.

Enquanto esta reportagem estava sendo escrita, Anitta rebolava, junto da cantora drag queen Pabllo Vittar, no meio do deserto do Saara, no Marrocos, para o clipe da canção “Sua Cara”, gravada com o grupo norte-americano de música eletrônica Major Lazer.

Antes, a brasileira tinha passado pelos Estados Unidos, onde se apresentou no programa do comediante Jimmy Fallon, ao lado da celebridade teen Iggy Azalea (o show das duas foi o vídeo mais visto no canal do programa no YouTube nos últimos dois meses, superando até mesmo a participação de Katy Perry no talk-show).

No México, onde teve um affair com o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, a artista participou dos dois programas de entrevista mais populares do país. Em países tão distantes quanto Coreia do Sul e Noruega, fãs imitam o famoso movimento de quadris da cantora. Anitta caminha para ser tornar a nova estrela da música pop internacional, seguindo os passos da colombiana Shakira e da americana Beyoncé, que se tornaram referência global na capacidade de rebolar, seduzir fãs e faturar centenas de milhões de dólares.

Anitta na frente de seu jato particular

O pontapé inicial na carreira internacional foi o lançamento do clipe da música em espanhol “Paradinha”, uma maneira mais fácil dos estrangeiros falarem “quadradinho”, movimento que ela faz com a bunda e que causa frenesi nos admiradores. No dia do lançamento do vídeo, Anira, como é chamada lá fora, registrou recordes de visualizações no Youtube e Spotify Brasil. “Na hora de escolher uma música para gravar, eu levo em consideração a minha sensação”, disse Anitta à ISTOÉ. “Se eu sentir que a música é um hit, que empolga, eu gravo. Mas é uma coisa que vem de dentro, não tem fórmula.

A fama não é novidade para Anitta, que aos 17 anos se tornou referência do funk nacional e que no ano passado se apresentou para bilhões de fãs que assistiram à abertura da Olimpíada do Rio pela tevê. Hoje, aos 24, ela tem uma estratégia desenhada para emplacar no mercado internacional. Para chegar onde está, a artista estudou meticulosamente seus passos.

Dois anos antes da estreia da música em espanhol, passou a aproveitar qualquer espaço na agenda para viajar para fora do País com o objetivo de melhorar a pronúncia do inglês e, principalmente, se encontrar com produtores internacionais. A introdução no mercado fonográfico foi homeopática, como ela mesma define. Primeiro, lançou em julho do ano passado a música “Sim ou Não”, com o colombiano Maluma. A estratégia era tornar o ritmo reggaeton mais conhecido no Brasil, para que assim que lançasse o hit em espanhol não perdesse o público brasileiro, que poderia estranhar a língua.

Além disso, Anitta fez uma parceria com a rapper australiana Iggy Azalea. A estratégia foi inteligente. Anitta canta em inglês, mas não está sozinha, aliviando assim a questão do sotaque. Por fim, estreou a “Paradinha”, em um evento também cuidadosamente pensado. Na data do lançamento, concentrou toda sua equipe no mesmo lugar para executar uma estratégia que já tinha sido estabelecida com semanas de antecedência.

NOS EUA A cantora participou do talk-show do comediante Jimmy Fallon

No dia, a cantora deu três entrevistas coletivas, e cuidou de como a música seria divulgada em cada rede social. Deu certo e o clipe bombou. “Eu pretendo primeiro esperar as respostas desses meus passos iniciais. E, dependendo delas, vou dando os próximos”, disse.

Segundo o professor Rodney Nascimento, do curso de Publicidade e Propaganda da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), o Brasil nunca teve uma cantora como Anitta, que é um caso de gestão de marketing bem administrada. “A evolução dela como artista pode ser comparada à de Madonna”, diz Nascimento. Ele explica que a pop star começou nos Estados Unidos, se conectou ao público americano e depois ganhou o mundo. A brasileira está fazendo a mesma coisa.

Primeiro conquistou as pessoas com músicas em português, sua língua nativa, cuidou da aparência, se aliou a grandes produtores e marcas. Tudo o que faz uma celebridade. “Foi muito bem pensado desde o início”, afirma o professor, que chama a atenção para uma faceta muito importante da personalidade da cantora. “Ela é inteligente, tem uma percepção da carreira diferente, acompanha de perto, não entrega a empresários, estuda muito.

Para a professora Vera Pacheco, do curso de Publicidade e Propaganda da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Anitta construiu uma marca própria, um funk diferente, fez a gestão dessa marca e conquistou um mercado que deve crescer. “Ela acertou no gosto do entretenimento.

Além das estratégias fonográficas, Anitta se destaca por suas opiniões e atitudes fora do palco. Desbocada, a brasileira comenta sobre machismo, autoestima e admite ser gente como a gente. Não se aflige com as polêmicas que provoca entre seus milhares de seguidores nas redes sociais.

Anitta mora em mansão de três andares

Eu acho que se a gente se preocupar muito com a repercussão das coisas, acaba não sendo a gente mesmo, cria uma personagem”, afirmou. “E não é isso o que eu quero. Procuro ser verdadeira. A verdade tem um preço, mas faz parte da vida. Quando escolhemos ser verdadeiros, pagamos por isso. E eu não me importo.

A artista, que nasceu numa família humilde, procura manter hábitos simples. Costuma frequentar, no anonimato, um baile da Baixada Fluminense, onde nasceu, e já confessou que adora lavar banheiro. É avessa à exposição da vida pessoal, mas seu nome sempre costuma ser associado a algum romance. No momento, o eleito seria o empresário Thiago Magalhães, 25 anos, sócio de uma empresa de eventos musicais e de turismo, que ela teria conhecido nos bastidores de um programa de tevê.

Eles estariam saindo desde o início do mês e jantado no Dia dos Namorados. Sobre esse assunto, a cantora disse o seguinte à ISTOÉ: “Se eu quiser viver um romance, é super possível. É só querer. Quando a pessoa quer, tudo acontece.

A presença de uma dançarina gorda em seu time de poderosas, como são conhecidas suas parceiras de shows, também gerou repercussão positiva e trouxe mais fãs para a cantora. O passado simples foi deixado para trás há algum tempo. Anitta mora em uma mansão de três andares em um luxuoso condomínio na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde moram muitos atores globais.

PARADA GAY Ela foi a grande atração do evento do domingo 18 de junho, em São Paulo

Na residência, ela vive com a mãe Mirian, o irmão, três cachorros e um porquinho-da-índia. A casa é avaliada em R$ 10 milhões. Se a artista é reservada para falar da vida pessoal, é muito mais para divulgar cifras da carreira. Não fala quanto cobra para fazer shows e fica azeda quando é perguntada sobre o patrimônio. “Não abrimos valores”, limita-se a dizer. O que ela sabe, e milhões de fãs também, é que está perto de se tornar a nova estrela da música pop internacional.

No topo do mundo, os impressionantes números de Anitta:

– O clipe “Paradinha” teve 500 mil visualizações em menos de uma hora no Youtube, mais de sete milhões em 24 horas e já ultrapassou 40 milhões de visualizações duas semanas após o lançamento

Anitta está em 15º lugar no ranking Social 50 da Billboard, que lista os 50 cantores do mundo mais influentes nas redes sociais. A brasileira está na frente de celebridades como Rihanna, Shakira e Beyoncé

– No Twitter, ela tem quase cinco milhões de seguidores. Já a página oficial da cantora no Facebook tem mais de 13 milhões de curtidas. Mas a rede social em que a brasileira faz mais sucesso é o Instagram: são mais de 20 milhões de fãs acompanhando suas fotos

– “Paradinha” é a música mais tocada no Spotify Brasil – o sucesso da brasileira desbancou o hit Despacito. No aplicativo, desde que ele foi lançado no Brasil, é a quarta mulher mais ouvida no país. A primeira é Rihanna

13
jun
17

Nesta terça-feira, 13, o site da revista Tu en Línea publicou uma entrevista com Anitta e chegou a compará-la a Beyoncé. Ao veículo, a carioca contou sobre sua trajetória e que pretende difundir uma mensagem de autoestima com sua música:


Tú: Como você descobriu que queria seguir carreira musical?
Anitta: Eu sempre gostei muito de escutar música, desde muito pequena. Comecei cantando na igreja e essa vontade de viver de música me acompanha todo tempo, quando terminei os estudos, foi quando decidi que queria me dedicar profissionalmente a música.

Tú: Como o sonho começou?
Anitta: Comecei a viver meu sonho junto com o momento em que decidir viver de música, como cantora. Depois, tive outros momento que se destacaram muito em minha carreira, que considero como realizações de sonhos. O primeiro foi com a música “Show das Poderosas“, que popularizou muito meu trabalho. E o segundo foi o lançamento do meu álbum ‘Bang’, quando pude mostrar, oficialmente, o meu lado eclético.

Tú: O que foi mais difícil de fazer para alcançar seu sonho?
Anitta: Fazer com que o meu trabalho fosse reconhecido no mundo da música, que tem muitas variedades de todos os lados, não é uma área fácil.Temos cantores excelentes o que é um ponto super positivo, mas isso faz com que o mercado seja exigente, em certo ponto. Graças à Deus, dando um passo de cada vez, consegui encontrar meu espaço e mostrar que sempre tem lugar para música boa em nosso país. É uma questão de dedicação, de dar seu melhor e correr atrás do seu sonho.

Tú: Como nascem suas músicas, de onde surge a inspiração?
Anitta: Minha inspiração para compor vem de situações do meu dia-a-dia, que acontece comigo ou que vi acontecer com alguém próximo a mim.

Tú: O que você quer alcançar com sua música?
Anitta: Minhas músicas sempre falam de autoestima, autoconfiança, de ser quem você é e estar orgulhoso disso. Eu acredito nisso. Mas não acredito muito que toda música, necessariamente, tem que passar uma mensagem de estimulo ou qualquer outra mensagem. As vezes a função da música é só servir de entretenimento, para ouvir sem pensar e esquecer os problemas. E está tudo ótimo! (Risos).

Tú: Como é o processo criativo de suas músicas?
Anitta: Geralmente eu componho muito rápido, em poucas horas, a partir de uma ideia que tenho e decido passar pro papel. Em ‘Paradinha‘, minha ultima composição, foi assim. Queria preparar uma canção que falava sobre a dança e também mostrar a “paradinha” de cintura, o quadradinho, que é um passo que sempre dancei e ficou bastante conhecido aqui no Brasil. Escrevi sobre isso, junto com meus produtores musicais Umberto Tavares e Jefferson Junior. A música foi escrita primeiro em português e  logo depois eu mesma traduzi, com um professor de espanhol, que foi me ajudando dizendo que estava tudo certo.

Tú: Como se sente sendo comparada com Beyoncé?
Anitta: Acho Beyoncé uma artista completa, incrível! Imagina ser comparada com ela, de alguma maneira, é uma honra!

Tú: Como foi trabalhar com Maluma?
Anitta: Conheci o Maluma pela internet e quando nos encontramos, tivemos uma sintonia muito grande. Somos muito parecidos! Ele também é bem objetivo com o que quer fazer. Gravamos o clipe de “Sim ou Não” em 12 horas, no México. Depois ele veio ao Brasil, se apresentou em alguns shows meus e também foi muito divertido!

Tú: Com quais artistas você gostaria de trabalhar?
Anitta: Eu sempre fui fã da Rihanna. Seria uma experiencia memorável, é claro. Eu tenho algumas outras parcerias que estão por vir! Ainda não posso revelar, mas são maravilhosas. Tenho certeza de que vão gostar!

Tú: Qual foi a experiencia mais bonita que a música te proporcionou?
Anitta: Ter a oportunidade de cantar ao lado dos meus ídolos de infância, foram experiencias lindas. Na última Olimpíada, me apresentei com Caetano Veloso e Gilberto Gil, e também participei de alguns shows de Andrea Bocelli no Brasil. Foram momentos de grandes emoções!

Tú: Se você não fosse cantora, qual seria sua profissão?
Anitta: Nunca pensei nisso. Sempre tive muita certeza de que queria viver de música. É o que amo fazer!


Fonte: Tu en Línea
Tradução: Central Anitta

30
abr
17

Anitta está em um momento divisor de águas em sua carreira. Caso você não tenha se dado conta, o que é muito difícil, sua internacionalização começou com tudo. Ela trouxe o astro colombiano Maluma ao Brasil especialmente para participar de seus shows, e vai cantar no próximo single da rapper australiana Iggy Azalea – que sai no dia 12 de maio. Mas não para por aí. A carioca revelou ao POPline que, em junho, haverá outra parceria gringa: “tem mais uma faixa minha que vai sair em outro projeto internacional, mas essa sou eu cantando em português. Ainda não posso divulgar“. Sempre misteriosa! “É que não é um trabalho meu!“, ela justifica.

O projeto de internacionalização de Anitta é antigo, e conta com total apoio da Warner Music, gravadora que quer mesmo uma diva pop global para chamar de sua. Em junho do ano passado, a empresa a apresentou para executivos de todo o mundo na maior feira de música da Europa, realizada em Cannes. Na ocasião, foi mostrada, inclusive, uma versão em inglês de ‘Bang‘. Ela também passou a se vestir com figurinos desenhados por Jeremy Scott, designer da Moschino. Além disso, a cantora formou um time especialmente para seu trabalho fora do país: depois da apresentação nas Olimpíadas do Rio, vista por mais de três bilhões de telespectadores mundialmente, ela assinou contrato com a agência WME, que cuida da carreira de nomes como Rihanna e Adele, e também do DJ Alok. Foi por meio desta empresa que surgiu a parceria com Iggy Azalea – outra agenciada.

A brasileira acaba de voltar de Los Angeles, onde esteve finalizando a música com a rapper e gravando o lyric video. O single se chama ‘Switch‘ e trará Anitta cantando em inglês pela primeira vez. A data de lançamento do clipe está marcada para 19 de maio, segundo a cantora. Em junho, Iggy fará uma performance da canção no iHeartRadio MMVA, no Canadá. Anitta foi convidada, mas não poderá comparecer.

Aaaaai! Eles me avisaram muito em cima, e eu já tinha show marcado. Não achei justo cancelar. Falei: “deixa para próxima, e me avisa com um pouquinho mais de antecedência, que eu vou”. Espero que a música bombe, e a gente cante em outros lugares. A gente tem planos. A gente está dependendo da resposta da música, mas acho que vai ter, porque a música é bem boa. – ela conta ao portal, nos bastidores de seu show no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, no sábado (29/4), diante dos olhos de Maluma, que acompanha todo o papo, apesar de não entender nada do que é dito.

O evento ‘Anitta Convida Maluma‘ – que se repete neste domingo (30/4), em São Paulo – teve ingressos esgotados no Rio. A união deles em ‘Sim ou Não‘ se segura nas paradas desde julho passado, e rendeu uma versão em espanhol, ‘Sí o No‘, que pode ser ouvida nas rádios da América Latina e da Espanha. Diante da boa aceitação, será que eles planejam uma dobradinha? “Ainda não“, ela esclarece, “acho que está muito recente para pensar em outra parceria, senão vai parecer que a gente é Sandy e Junior, uma dupla! Acho que no futuro talvez, mas não agora“. Maluma e Anitta têm uma história curiosa: antes de se conhecerem (pelas redes sociais, incentivados pelos fãs), estiveram no mesmo show em 2014, no interior de Minas Gerais: era a gravação do primeiro DVD de Lucas Lucco.

No dia que ele gravou com Lucas Lucco, foi o mesmo dia que eu gravei, e a gente não se conheceu. Uma coisa de louco! Eu também fiz esse DVD, e a gente não se viu. Tudo uma coincidência. A gente estava no mesmo dia, no mesmo lugar, e fomos nos conhecer pela Internet. Ele só conhecia Patrocínio! Primeiro lugar do Brasil que ele sabia era Patrocínio! – ela se lembra.

Durante essa entrevista, fica muito claro: é uma brasileira despontando na cena mundial. A cantora, que figura com frequência na lista Social 50 da Billboard e é a única cantora nacional na lista dos 30 artistas musicais mais seguidos do mundo no Instagram, está no backstage de seu show e se ouve vários idiomas ali. Tem gente falando inglês, gente falando espanhol, e gente se arriscando no portunhol: de tudo um pouco. Ela só fala em inglês com Maluma – pelo menos diante da imprensa – e acaba servindo de tradutora para quem não domina nenhum idioma além do próprio.

Agora não tem mais como dizer que a carreira internacional não começou. Maluma está aqui, depois é com a Iggy… não tem nem como. Estou ansiosa, espero que dê certo, mas também estou cuidadosa. Além de ansiosa, cuidadosa. – ela reafirma sua posição de sempre – Não tenho medo. É só que não gosto de fazer as coisas de qualquer jeito. Eu gosto de fazer bem feito, para não chegar ao ponto de todo mundo falar “oh, deu errado! Fez besteira!”. É muito fácil acontecer isso, então prefiro fazer as coisas com cuidado.

Os fãs brasileiros, que torcem muito para que tudo dê certo, não precisam temer o abandono. Além de priorizar o show no Brasil ao iHeartRadio Music Awards, no Canadá, ela já tem um single próprio para lançar. Vai sair depois de ‘Switch‘ e da outra parceria misteriosa. No segundo semestre, mais precisamente. O cronograma da cantora está assim:

  • 12 de maio – Lançamento de ‘Switch‘, com Iggy Azalea
  • 19 de maio – Estreia do clipe de ‘Switch
  • Junho – Música com participação de Anitta em projeto internacional
  • Segundo semestre – Novo single da cantora

Fonte: POPline

12
Agenda da Anitta
Principais tags
13/05
Expo Palmeira no Complexo Esportivo
Palmeira - PR
20/05
Recinto de Exposições de S. José do Rio Preto
São José do Rio Preto - SP
25/05
Balada Loka no Pavilhões Festa da Uva
Caxias do Sul - RS
26/05
Woods Arena
Porto Alegre - RS
28/05
Show das Poderosinhas no Aud. Araújo Vianna
Porto Alegre - RS
Layout por Print Creative · Central Anitta · Alguns direitos reservados · 2014 ∞ · fãs online