Central Anitta » Revista
Arquivo da categoria 'Revista'
24
jan
16

Tendo sua carreira e vida comparada ao romance ‘Presença de Anita‘, a cantora Anitta é capa na edição de janeiro da Revista Dia-a-Dia. Confira abaixo a reportagem que vem no recheio da revista, onde é falado desde o começo da carreira da artista até os records, prêmios e dias atuais.

Presença de Anitta

Instigante, inovadora, ousada. Com pitadas de sensualidade, provoca reações diversas que vão de um extremo ao outro – muitos a amam, outros a odeiam. Aclamada pela crítica, vivenciou dias de glória ao mesmo tempo em que gerou polêmica. Tudo isso se refere à história de Presença de Anita, do escritor brasileiro Mário Donato. A trama, lançada em 1948, serviu de inspiração para a minissérie de Manuel Carlos transmitida pela Rede Globo em 2001, que leva o mesmo nome e fez tanto sucesso quanto a narrativa literária. Mas pode muito bem fazer referência a outra personagem atual do cenário musical brasileiro: Anitta. Desde que alcançou o sucesso, a carioca provoca reações muito semelhantes à protagonista do romance. Ela, inclusive, já citou que se inspirou na minissérie para criar seu nome artístico. Cantora, dançarina, compositora, atriz e, em breve, apresentadora, a artista é dona de múltiplas facetas, que variam de menina inocente e brincalhona a mulher decidida e provocante. Aos 22, Larissa de Macedo Machado consegue ser várias ao mesmo tempo, sempre mantendo sua essência. E este, talvez, seja seu tiro mais certeiro.

A prova é que mesmo exalando tanto sex appeal, a cantora conquistou fatia generosa do público infantil, que a idolatra, canta suas músicas, frequenta seus shows e reproduz suas coreografias, inclusive no Show das Poderosinhas, versão da turnê para as crianças. O conteúdo sexy que é apresentado por Anitta, porém, não é motivo de grande preocupação. Segundo ela, os pequenos sempre admiraram seu trabalho da forma como é. “A maldade está nos olhos de quem vê. Criança é inocente para entender sexualidade. Tocar nesse assunto é como falar sobre a Bolsa de Valores, ela vai achar que se trata da bolsa da mãe. Elas gostam da minha música, das minhas coreografias, da repetição das palavras. Então continuo fazendo tudo como sempre fiz e elas curtem espontaneamente.” Tendo sensualidade como seu sobrenome, a carioca faz isso da forma mais natural possível. O prêmio de mulher mais sexy do mundo pela revista VIP, conquistado em 2015, faz jus à vencedora, que define o adjetivo como estado de espírito. “Está ligado à beleza. É uma qualidade e eu me considero sexy por estar no palco, dançar e cantar músicas mais quentes”, reforça Anitta, que recebe críticas, não importa o que faça. Tudo o que diz respeito a sua vida e carreira, vira notícia, desde as roupas que usa até a cor do cabelo. A verdade é que a artista atrai olhares e público por onde passa. E quem acha que a popstar se importa, está redondamente enganado. De personalidade forte, a cantora afirma que o motivo da sua vida gerar tanta repercussão é justamente o fato de ela ser ela mesmo, verdadeira e transparente em qualquer circunstância. “Lido bem com tudo isso. Se não lidasse bem, esconderia as coisas”, declara.

E, assim, quase até que despretensiosamente, Anitta está realmente focada em uma só coisa, uma grande coisa: realizar o sonho de infância, que é cantar. A artista começou ainda criança, aos 8, no coral da Igreja Santa Luzia, em Honório Gurgel, no Rio de Janeiro, onde nasceu em 30 de março de 1993. Desde então, transformou este desejo no plano A da sua vida. Contudo, precavida, não deixou de traçar um plano B, caso as coisas não saíssem conforme o planejado e, ainda adolescente, se formou em um curso técnico de Administração de Empresas. Após muito batalhar, aos 18, conheceu o sucesso quando lançou o hit Show das Poderosas. Com arranjo pop e batidas de funk, a canção chegou ao topo das paradas, permaneceu semanas como uma das músicas mais vendidas do iTunes, foi uma das mais executadas em 2013 e levou a artista, que já era conhecida no Rio de Janeiro, aos quatro cantos do País. E ela não parou por aí.

Tamanho sucesso atravessou fronteiras e seu primeiro álbum, lançado em julho de 2013 e que leva seu nome, também foi comercializado em Portugal e na Espanha. De cara, o trabalho rendeu certificado de álbum triplo de ouro e duplo de platina pela Associação Brasileira dos Produtores de Discos e bateu a marca de 170 mil cópias vendidas. Também foi eleita pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) como a revelação da música, além de ser a cantora que mais se manteve no topo do iTunes, sendo consagrada pelo mesmo como a artista do ano. Apesar da pouca idade e tamanha repercussão em tão pouco tempo, o sucesso não lhe subiu à cabeça. Ciente de sua origem humilde, Anitta explica que sua família, que sempre esteve ao seu lado apoiando a carreira, é a grande responsável por estar onde está. “Eles me fazem manter o pé no chão e não esquecer de onde eu vim. São o motivo de tudo e os grandes responsáveis pelo meu sucesso”.

No topo do mundo
Se tem algo de que Anitta não pode se queixar é sobre 2015, que marcou uma nova fase da sua vida. Há pouco mais de um ano responsável pela gestão de sua carreira, mudança que trata como questão de necessidade, a popstar colheu muitos frutos e foi parar no topo do mundo, literalmente. “Passei a lidar com uma grande responsabilidade, mas foi muito bom. Em um ano, o saldo final foi extremamente positivo”. O álbum Bang – terceiro de estúdio – lançado em outubro, deixa claras a evolução da garota como artista e sua maturidade na tomada de decisões. Com 14 faixas inéditas, a maioria de sua autoria, e cinco participações especiais – Cone Crew Diretoria, Nego do Borel, Vitin do Onze:20, Dubeat e Jhama – é bem eclético, mas mira com precisão no pop e acerta o alvo, mostrando que a estrela segue em plena ascensão. As músicas passeiam por diversos ritmos, provando que Anitta, que começou fazendo sucesso com funk, não teme novos desafios.

O videoclipe da música, que dá nome ao álbum, rendeu à popstar a façanha de bater o próprio recorde. A criação de Giovanni Bianco – diretor de arte parceiro de ninguém menos que Madonna – teve 1 mi­lhão de visualizações no YouTube em apenas seis horas após seu lançamento. E os frutos colhidos no ano que passou não param por ai. Ela faturou os prêmios de melhor artista internacional, melhor artista brasileira e melhor artista pop da América Latina – título inédito para o Brasil – no MTV EMA (Europe Music Award), premiação europeia que celebra os artistas, músicas e videoclipes mais populares no continente. Também desbancou Ivete Sangalo e Claudia Leitte e levou o troféu de melhor cantora no Melhores do Ano no Domingão do Faustão. Vencer a concorrência com as duas divas que, segundo ela, a ensinaram a cantar, foi enorme surpresa. “Só o fato de ser comparada a elas e ser posta no mesmo nível foi muito incrível. E depois ganhar, eu nem esperava. Tenho muito pouco tempo de carreira. Achei que estivesse apenas caminhando. Fiquei feliz e muito emocionada.” E antes de o ano acabar, ela ainda foi a primeira brasileira a ocupar o topo do Spotify Brasil (serviço de música digital) e Bang foi eleito como um dos mais esperados do ano pela Billboard Brasil – revista especializada em música.

O futuro
Com 22 anos e somente quatro na estrada como profissional, Anitta quer mais. Para 2016, que acabou de começar, os planos são de dar os primeiros passos rumo à internacionalização da carreira, mas garante que fazer isso não é apenas decidir cantar em inglês e gravar um CD. Após uma temporada de shows em países como Japão e Espanha para fazer pesquisa de mercado, pretendo iniciar a empreitada com calma. “Temos muitos projetos ligados a isso e espero que dê certo“, declara, otimista. A artista também pretende se arriscar em outros universos à frente do programa Música Boa Ao Vivo, que vai ao ar semanalmente pelo Multishow. No comando da atração, receberá artistas de diversos gêneros, proporcionando ao público encontros musicais inéditos.
No romance Presença de Anita, Donato narra a história de pacto de morte entre dois amantes. Para Eduardo, o quarentão apaixonado pela ninfeta de 17 anos, Anita é sinônimo de sentimento capaz de sobreviver até a morte. Muitas vezes subestimada, a outra Anitta, a cantora, provada que nada nem ninguém a impedem de continuar transpondo barreiras e cativar público cada dia maior e mais fiel. Os números e a popularidade comprovam que seu potencial de popstar moderna é mais do que verdadeiro, ultrapassando a desconfiança de mero fantasma de um verão qualquer. Sua presença é a de maior cantora brasileira da atualidade.

Para conferir a edição digital da revista, acesse esse site.

25
nov
15

Dando continuação à divulgação da era ‘Bang’, Anitta estampa a CH Week, versão semanal da revista Capricho. A cantora deu detalhes sobre seu novo álbum e do modo que agencia sua carreira, além de falar sobre seus fãs o que pensa sobre seus haters.

Essa Mina É Louca
Tomando conta de cada passo da própria carreira, ela acaba de lançar seu trabalho mais ousado até hoje. O reconhecimento já veio até da gringa, aonde a cantora planeja chegar com tudo logo, logo.
Apesar de ter ganhado esse nome por acaso, Bang, o novo álbum da Anitta foi realmente “um tiro certo em você”, na gente e no pop brasileiro. Só na semana de lançamento, o clipe do single homônimo recebeu mais de 1 milhão de visualizações… Por dia! Um número mínimo impressionante para os padrões brasileiros, mas completamente dentro dos padrões de Anitta. “Minha intenção com esse clipe era mostrar o que eu sou capaz de fazer e aonde o Brasil é capaz de chegar musicalmente“, disse ela em entrevista exclusiva à CAPRICHO Week.

Gosto Assim
Com uma agenda que ela mesma define como “cronometrada”, Anitta hoje vive uma verdadeira maratona para divulgar Bang, onde o funk deixa de ser protagonista para dar lugar a outros gêneros, como rap, hip hop, reggae e até sons infantis. “Eu nunca me defini, nem como funkeira nem como qualquer outra coisa, justamente para poder cantar o que quisesse. E agora sou o mais eclética possível, como sempre sonhei“, comentou ela. “Mas eu não abandonei o funk. Ele só está mais mesclado no CD.

Show Completo
Outra novidade de Bang é que, apesar de ser o terceiro álbum de Anitta, ele é o primeiro em que ela própria faz questão de cuidar de tudo, desde as composições até as estratégias de marketing. Essa postura, de cantar e gerenciar sua carreira ao mesmo tempo, lembra muito a Taylor Swift. Mas a brasileira evita comparações. “Eu sempre faço o que me dá vontade, o que eu penso, com minha equipe, que vai dar certo. Não existe isso de olhar o que o outro está fazendo. É mais uma coisa de feeling meu e da equipe.”

Deixa Ele Sofrer
O tom seguro que Anitta usa para descrever seu modo de trabalho é o mesmo quando o assunto são os haters nas redes sociais, onde a cantora é bastante criticada sempre lança algo. “Isso é sinal de que [os haters] estão interessados no meu trabalho. Se a pessoa não estivesse interessada, ela não estaria comentando“, disse ela, como um riso meio debochado de quem realmente não se importa. “Quando não gosto de alguém, não sei nem onde a pessoa está.

Atenção!
Já com os fãs, a história é outra. Apesar de confessar que não seria “tão assídua nas redes se não trabalhasse com esse público”, Anitta faz questão de bombar o Snapchat e o Instagram o dia inteiro para que os fãs se sintam “parte do trabalho”. “Quero interagir com todos, mostrar o que estou fazendo”, explicou ela que apesar da superexposição nas redes evita falar de vida pessoal. “Já sai tanta especulação sem eu falar, imagina se eu falasse…”

Bang
Entre o amor dos fãs e o ódio dos haters, Anitta se diz “realizada” com o sucesso de Bang e, como toda pessoa “chata com horário” e viciada em planejamentos, acaba de colher o primeiro fruto da nova fase de seu trabalho: ela ganhou o EMA (versão europeia do VMA) de Melhor Artista Latino Americana. Mais um fato que colabora com o que a Anitta considera seu maior sonho daqui pra frente: internacionalizar sua carreira. “É no que mais penso no momento. Mas quero fazer tudo com muita calma e paciência“, explicou. “Eu não gosto de nadar e morrer na praia. Se for pra fazer, quero fazer incrível.” Tá conseguindo, viu? 😉

Fotos do ensaio:

10
set
15

Anitta e Luan Santana foram destaque na revista Contigo! da primeira semana de setembro, como os vencedores do Prêmio Multishow 2015. Na materia, Anitta e Luan revelaram o desejo de gravarem juntos.

Confira:

Luan Santana, 24 anos, e Anitta, 22, mostraram que são atualmente os artistas mais populares do Brasil. Eles foram os grandes destaques da 22º edição do Prêmio Multishow, na noite desta terça-feira (1º), no HSBC Arena, zona oeste do Rio de Janeiro. Eles também estiveram entre os mais assediados da noite, junto com os apresentadores Ivete Sangalo, 43, e Paulo Gustavo, 36. A cada passo, fãs tentavam fazer selfies e tirar uma casquinha de seus ídolos. “Competi com Luan em tudo (risos). O povo faz de propósito, por causa das minhas fãs e das fãs dele (risos)… Brincadeira, imagine, a gente se adora!“, diz Anitta, que levou para casa dois troféus: Melhor Música (Ritmo Perfeito) e Melhor Show. “Somos amigos, falamos bastante em gravar juntos. Compus uma música esses dias, mandei, ela gostou pra caramba. Está faltando a gente se encontrar, cada um vive para um lado… Mas aposto que, quando a gente se encontrar com o violão, vão nascer coisas boas“, planeja o cantor. Luan também ficou com duas estatuetas: Melhor Clipe TVZ (Escreve Aí) e Música-Chiclete (Eu Não Merecia Isso).

29
ago
15

A edição de setembro da revista Harper’s Bazaar já chegou às bancas e, como sabemos, Anitta está no “recheio” dessa edição. Fotografada por Bob Wolfenson a cantora mostrou seu novo visual, totalmente remodelado à maneira dos planos que tem pro futuro. Confira tudo acerca dessa edição, desde os bastidores até ao ensaio e entrevista:
Entrevista:

A primeira vez que vi Anitta foi causando na chegada para o desfile de Reinaldo Lourenço na Faap, durante o último SPFW, em abril. Passado o alvoroço de fãs fashionistas e estudantes da faculdade, vejo a moça sentada na primeira fila, toda vestida de Reinaldo, e, inevitável, me vem à cabeça o refrão chiclete da música que a alçou ao sucesso: “PREPARA…” (o resto duvido que alguém não saiba) – e todo o figurino sensual e rebolativo que acompanha as letras. Corta. Ali, ao vivo, cabelos presos, com um vestido P&B acima dos joelhos, ainda que com um generoso decote, num contexto completamente diferente, estávamos diante de uma amostra de que Anitta quer mais do que ser apenas uma cantora de funk e fazer sucesso nesse métier. Na verdade, ela quer o mundo. E não com a inocência juvenil dos seus 22 anos. Para a guinada, se aliou a nomes de peso. É Giovanni Bianco quem assina a direção de arte de seu terceiro álbum, que deve ser lançado em outubro (só para refrescar a memória, foi o diretor brasileiro o autor das capas de Rebel Heart, MDNA, Hard Candy e Confessions on a Dancefloor, de Madonna). Giovanni também dirigiu o vídeo da música que dá nome ao álbum, segredo de estado a pedido dele. Renata Correa, stylist de Bazaar, assina o figurino do álbum, do clipe e deste editorial. Tudo isso capitaneado por Marina Morena e Amanda Gomes, da MAM Comunicação. “Desde que nasci tinha o sonho de ser cantora e fazer sucesso. Agora, estipulei novos sonhos: o próximo é tentar uma carreira internacional”, decreta.
Rápida no gatilho, logo Anitta conquistou dois big names do mundo da moda. Riccardo Tisci, da Givenchy, amigo íntimo de Marina Morena, ficou encantado com a funkeira fashion. Apaixonada pela Moschino, de tanto que ela postava looks da marca, Jeremy Scott começou a prestar mais atenção àquela garota de curvas sinuosas e poderosos 7 milhões de seguidores no Instagram (são pelo menos mais 13 milhões no Facebook). Sim, Anitta é uma potência nas redes sociais, com números que crescem em progressão geométrica. Mérito inteiramente dela: “Passo muito tempo na internet vendo o que os fãs comentam, interajo com eles. Sei exatamente o que meu público quer, sou muito próxima. As redes sociais e o YouTube são meus canais de comunicação direta”. É por isso que todos os lançamentos da cantora são feitos na internet, sem festa nem badalações. “Quem mais interessa ia ficar de fora, não é justo.” Tem dado certo. Deixa Ele Sofrer, única música do disco novo divulgada até agora, atingiu mais de 12 milhões de visualizações em um mês!
Outro ponto que tem ganhado ainda mais atenção de Anitta é a balança. Baixinha (mede 1,60 metro) e curvilínea, ela acaba de descobrir um hipotireoidismo que estava dificultando a perda de peso. É que as roupas da nova fase exigem uma silhueta mais enxuta e longilínea, com menos predicados do que uma musa do funk. Determinada, carrega para todos os lugares as marmitas balanceadas preparadas pela mãe – inclusive no dia do nosso editorial fez questão de almoçar a própria comida na suíte do hotel Maksoud Plaza, onde fotografamos. “À noite posso comer uma pipoquinha sem sal, é a melhor hora”, brinca. Um cisto nas cordas vocais também exige cuidados especiais e, às vezes, para aguentar o tranco de muitos shows seguidos, algumas doses de cortisona.
Autora da maioria de suas letras que falam de amor e relacionamentos de um ponto de vista extremamente feminino, Anitta confessa: “Sou fria, não sofro por homem. Não sou romântica, não sonho em casar e ter filhos”. Prepara, porque, como ela mesma canta, seu exército é pesado e tem poder.

Fotos dos bastidores:

Vídeo dos bastidores:


Fotos do ensaio:

Scans:
Em breve!

Atualizaremos o post conforme novas informações forem saindo!

07
nov
14

‘Fazer dieta é tão difícil para mim quanto para qualquer outra pessoa que gosta de comer’, diz a cantora, que emagreceu quatro quilos.
Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)
Anitta é a capa da edição de aniversário da “Corpo a Corpo” e mostrou suas curvas e sua sensualidade em um ensaio de biquíni. À revista, a cantora de 21 anos, que perdeu quatro quilos após intensificar a dieta e a malhação, admite que não é muito fã de exercícios e adora comer uma besteira, mas mudou os hábitos para mandar bem e aguentar a maratona de cerca de 15 shows por mês.

Anitta: “Não posso dizer que gosto de malhar, mas faço e não reclamo. Sei que preciso de muita resistência no palco. Fazer dieta é tão difícil para mim quanto para qualquer outra pessoa que gosta de comer. Mas meus objetivos me ajudam a não abandoná-la”

    Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)

Anitta atualmente conta com o apoio constante de uma equipe para cuidar de sua beleza – o cabeleireiro Thiago Fortes e o maquiador Junior Mendes -, mas nem sempre foi assim. Ela diz, no entanto, que sempre foi vaidosa e soube se virar: 

Anitta: “Não possuía tantos recursos, mas nem por isso deixava de me arriscar nos penteados e nas maquiagens. Errei muitas vezes, mas a gente só aprende fazendo, né?”

    Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)
    Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)
    Anitta (Foto: Danilo Borges / Corpo a Corpo)

fonte: EGO
«1 ...567
Agenda da Anitta
Principais tags
15/01
A Melhor Segunda-Feira do Mundo
Salvador - BA
19/01
Multiplace Mais
Guarapari - ES
20/01
Ensaio Bloco das Poderosas na The Week
São Paulo - SP
21/01
Show das Poderosinhas no Fest Verão Sergipe
Aracaju - SE
26/01
Amuse Hall
Atibaia - SP
Layout por Print Creative · Central Anitta · Alguns direitos reservados · 2014 ∞ · fãs online